Capacitação: ASSEMA investe em comunicação comunitária para divulgar suas ações

De 18 a 22 de fevereiro, integrantes da Associação em Áreas de Assentamento no Estado do Maranhão (ASSEMA) participam, em Pedreiras, das Oficinas de Comunicação Comunitária e Ativismo Digital. A atividade, uma das diretrizes da instituição, tem por objetivo fortalecer o protagonismo dos associados da ASSEMA em contar suas próprias histórias por meio das ferramentas de comunicação. As ações nesta área são apoiadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com recursos do Fundo Amazônia.

As jornalistas, Franci Monteles e Yndara Vasques, da Inspirar Inovação & Comunicação são as responsáveis pela Comunicação da ASSEMA e formataram as oficinas que serão ministradas.  “As comunidades têm um grande potencial de comunicar. Vivenciam fortes histórias de luta e resistência, as oficinas visão apresentar e incentivar o uso das ferramentas de comunicação para mobilizar e conscientizar ainda mais essas pessoas. É uma comunicação feita por eles e para eles”, enfatizou Franci Monteles.

Para a secretaria executiva da ASSEMA, Silvianete Matos, o momento é estratégico para Associação, pois oportunizará aos seus integrantes, ferramentas para divulgarem o seu modo de vida, trabalho e produtos. A ASSEMA, que atua há 29 anos, tem como missão promover a melhoria da qualidade de vida das famílias que vivem da agricultura Familiar e do agroextrativismo. Atua em 19 municípios, totalizando um universo de 300 comunidades, das quais 180 estão ligadas às organizações de base associadas à ASSEMA.

As oficinas terão a participação de pesquisadores sociais com importantes trabalhos na área. Na abertura da oficina de Comunicação Comunitária, a jornalista e mestre em Ciências Sociais pela UFMA, Cristiane Moraes, abordará a temática “A Comunicação Comunitária como efetiva contribuição para a construção de convivência social justa e fraterna”, Na quarta será a vez do mestre e antropólogo, Igor Thiago Silva de Sousa, e doutorando em Sociologia pela UFRS, falar sobre “A importância da concepção de direitos para o ativismo digital”. Repassando as orientações técnicas sobre a utilização dos equipamentos de comunicação e o funcionamento das redes sociais, designer e Animação Gráfica, James Francisco.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

deixe seu comentário