Audiência pública e caminhada para comemorar o Dia das Quebradeiras de Coco Babaçu no Médio Mearim no dia 24 de setembro

No dia 24 de setembro é comemorado o Dia Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu. Para comemorar a data, na região do Médio Mearim no Maranhão, será realizada uma audiência pública, caminhada e momento cultural, no município de Lago do Junco-MA.

As atividades estão sendo organizadas pela Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais de Lago do Junco e Lago dos Rodrigues (AMTR) com apoio de diversas organizações, entre as quais, a Associação em Áreas de Assentamentos no Estado do Maranhão (Assema), a Associação de Jovens Rurais (AJR), a Cooperativa de Pequenos Produtores de Lago do Junco (Coppalj), o Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (Miqcb), além de sindicados de trabalhadores e trabalhadoras rurais e escolas famílias agrícolas.  

A programação será iniciada às 13h com audiência pública na quadra poliesportiva Jeferson Sousa, que discutirá o tema “Identidade Local também é Questão Escolar”.  Após a audiência pública, será realizada uma caminhada e ato político pelas ruas de Lago do Junco, seguidos de momento cultural ao retornarem à quadra poliesportiva.

“A AMTR, organização que este ano completou 30 anos, neste Dia da Quebradeira de Coco Babaçu, convida mulheres do campo e das florestas para discutir e debater questões como a educação do campo, a defesa do babaçual, o acesso ao território e também denunciar as agressões, os desmatamentos e o uso demasiado de agrotóxicos. Nossa história é marcada por luta e resistência, então, este momento é de reflexão, diálogo e conscientização”, destacou a presidente em exercício da AMTR, Maria das Dores Vieira Lima.      

No Maranhão, o dia da Quebradeira de Coco Babaçu foi instituído pela Lei n° 102/2011. A quebra do coco babaçu é uma atividade extrativista na forma tradicional. Até a década de 80 não existia nenhuma expressão política, embora a atividade tivesse importância econômica, sendo sempre ainda que ameaçada por desmatamentos, queimadas e conflitos no campo. Além do Maranhão, a data é comemorada também nos estados do Pará, Piauí e Tocantins.

Em São Luís, no dia 23, também será realizada uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Maranhão com o tema “Quebradeiras de coco: Resistência no Babaçuais”, a partir das 13h, também como parte das comemorações pela data do dia 24 de setembro.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

deixe seu comentário