Assema investe na criação de nova marca

Você já notou algo de diferente na marca da Associação em Áreas de Assentamento no Estado do Maranhão (Assema)? A Assema, que completou em junho 30 anos de criação, revolveu inovar no reposicionamento da sua marca.

O principal objetivo de refazer a marca, ou seja, criar a remarca, é gerar valor e estimular o sentimento de pertencimento das pessoas, especialmente, seus associados, em relação as suas atividades.

Por esta razão, a remarca foi concebida levando em conta a representatividade das várias gerações que fazem parte da associação ao longo da história dos seus 30 anos de criação. Representadas nas cores, estão a geração que criou, a que entrou e abraçou a caminhada e as juventudes do campo já presentes e as que virão para dar continuidade as ações da Assema.

A nova marca (ou remarca) foi apresentada aos associados durante a festa de 30 anos da Assema, ocorrida em 14 de junho.   Aos elementos como o sol e a vegetação, que fazem parte da vida das comunidades agroextrativistas, também foi acrescentado de trabalhado de forma que ganhassem mais destaque.

Ao longo dos seus 30 anos de criação, a Assema vem trabalhando em prol do cooperativismo e do associativismo no Médio Mearim com destaque, principalmente, para o fortalecimento da cadeia agroextrativista do coco babaçu. A associação trabalha também o fortalecimento das gestões dos projetos dos assentamentos, parcerias com os sindicatos, universidades e com apoiadores e com os governos em busca políticas públicas como educação contextualizada para crianças e jovens do campo e estrutura para os assentamentos e comunidades tradicionais.

Ente os grandes projetos em desenvolvimento, na atualidade, está o “APL BABAÇU: uma experiência das quebradeiras de coco da Pré-Amazônia Maranhense”, com apoio do Fundo Amazônia. Iniciado em 2016, o projeto visa contribuir para a conservação e manejo sustentável do ambiente florestal dos babaçuais, por meio de sistemas produtivos de baixo impacto, vinculados a empreendimentos econômicos articulados no Arranjo Produtivo Local do Médio Mearim.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

deixe seu comentário